Arquivos da categoria: A bebida

O que é a bebida, do que é composta, como utilizar.

A açao do Kombucha nos órgãos digestivos

Encontrei um relato bastante antigo na Internet sobre os benefícios naturais do uso do Kombucha. O que me pareceu a princípio: achei que tinha me deparado com mais um desses autores do início do século e que possuíam uma opinião historicamente localizada, sem os recursos atuais da tecnologia na ciência e coisas assim. Li diversos outros relatos de fontes também diversas, a maioria publicada na Internet, detalhando experiências e conclusões semelhantes, na década de 60, 80 e 90. Por isso achei interessante colocá-lo aqui como uma forma de refletir acerca do uso dessa bebida e demonstrar que, pelo menos não li nenhum relato ou citação de que tais pesquisadores tivessem publicado nada em contrário ou mesmo contestado sua própria conclusão passada a posteriori.

“O Dr. L. Mollenda (1928) relata que a bebida do Kombuchá é especialmente eficaz para distúrbios dos órgãos digestivos, por praticamente normalizar suas funções. Além disto, a bebida se provou tão eficaz para a gota, reumatismo e diversos estágios da aterosclerose. Com relação a outras áreas de aplicação êle escreve: ‘No caso de angina, especialmente quando há recobrimento das amígdalas a bebida não deveria ser usada apenas para gargarejos mas para beber, e isto para destruição de bactérias que alcançam o estômago através da comida e da bebida. Este gargarejar na angina traz recuperação rápida, e nas dores da gota e aterosclerosse, surpreendentes sucesso são alcançados mesmo em casos sérios. … Mesmo a bebida sendo ácida, ela não causa condição ácida no estômago; ela facilita e notoriamente promove a digestão mesmo de alimentos de difícil digestão. Sucessos igualmente favoráveis após tomar Kombuchá também foram alcançados para eczema gotoso e para pedras nos rins, urina, e vesícula.’ […]”

Retirado de http://www.kombu.de/fasz-por.htm

Observando a colônia

Para fazer considerações sobre a observação da colônia, alguns pontos iniciais são indispensáveis:

  • A colônia se reproduz de um modo mais completo e rápido, quando permanece intocada. A colônia de Kombucha não deve ser deslocada, deve-se evitar mudanças bruscas e freqüentes de exposição a luz e ao movimento, sob pena de retardar ou até mesmo estacionar o processo de fermentação.
  • Dependendo do tipo e do formato do recipiente utilizado para o repouso do chá, uma observação direta poderia afetar o tempo de fermentação.
  • Não sei dizer se é adequado o uso de uma lanterna, no caso da colônia ficar guardada em local escuro.

De qualquer forma, acredito que uma observação ideal se faça quando a fermentação seja realizada em recipiente transparente, e em ambiente exposto às mudanças de luz. Assim disposta, a colônia poderá ser observada.

No entanto, para saber se a bebida está no ponto adequado para consumo, a observação direta seria a opção menos exata. O que pode ser observado?

  1. A coloração do chá preto tende a se tornar levemente menos escura, com a fermentação.
  2. O chá fermentado adequadamente, forma uma colônia filho saudável, na superfície do recipiente. As colônias formadas a partir do chá verde são, de modo geral, mais claras e densas.
  3. Lembre-se: naturalmente se formam pequenas aglomerações marrons que se soltam da colônia, e que ficam flutuando pelo líquido. São em sua maior parte células mortas da própria levedura.
  4. Se o líquido está cristalino e não turvo sinaliza pouco ou nenhum açúcar – que pode ter sido esquecido durante o preparo do chá – ou que a fermentação não foi adequada. Retire um pouco com uma colher e prove. Se o chá esta de fato sem açúcar inicie novamente o processo retirando a colônia e adicionando açúcar ao chá. Se o chá contém açúcar mas não fermentou, apresentará sabor doce; se estiver com menos de 7 dias de fermentação durante os meses mais frios ou 5 dias durante o calor, isso é normal sendo que esse período de tempo geralmente não é suficiente para acidificar a bebida; se estiver com mais de 7 dias ainda bem doce pode ser que não tenha fermentado adequadamente. Quando isso ocorre a colônia também não forma um filhote. Inicie tudo novamente, com novo chá e nova colônia se possível.
  5. Em alguns casos, quando está muito calor, o tempo de fermentação se reduz e a bebida pode adquirir um aspecto bastante turvo – nesse caso provavelmente ela está se tornando vinagre. Não jogue fora nesse caso, o vinagre tem diversas utilidades. Prove o sabor com uma colher de inox ou madeira bem limpa, e como qualquer alimento não deve receber novamente a mesma colher após levada a boca.

Sobre os usos do vinagre leia também: Usos do Vinagre

Quantidade de uso diário

Podemos beber quanto Kombucha quisermos por dia?

A princípio parece que sim! Li que em alguns casos pessoas muito acostumadas chegam a tomar mais de 1 litro e meio de chá por dia! Pensou em mais? Nesse caso é melhor consultar um profissional, pois somente ele poderia lhe informar melhor sobre a sua capacidade de resistir aos componentes do Kombucha. Lembrando que quase nenhum médico ou nutricionista já ouviu falar de Kombucha, aconselho pesquisar melhor as substâncias que compõe a bebida, e levar para o profissional em questão para que possa ser feita uma análise mais precisa.

Algumas ressalvas devem ser feitas para se adequar o consumo às necessidades diárias de cada um. Como é de conhecimento comum, o corpo elimina os suplementos e nutrientes de quaisquer fonte que estejam em quantidade acima do adequado no corpo. Não devemos nos esquecer no entanto que alguns elementos, a exemplo das vitaminas, tem a qualidade de se acumular no corpo, e que em grande concentração podem causar distúrbios diversos.

Posso dizer sobre a minha experiência pessoal:

  • Nas primeiras semanas, normalmente iniciamos ingerindo uma quantidade muito pequena de chá – em média é indicado começar com a ingestão diária de 100 a 150 ml de chá, o que representa meio copo desses de bar (copo americano, 200 ml).
  • Qualquer quantidade acima dessa medida no início pode provocar distúrbios intestinais, leve incontinência urinária, e em alguns raros casos ouvi falar de dores de cabeça e erupções cutâneas. Isso ocorreu porque a pessoa tomou muito logo no início.
  • Depois de uns 3 meses bebendo Kombucha diariamente, aumentei sensivelmente o consumo, por ser um período de calor, para mais de meio litro a um litro de chá por dia, sem perceber qualquer alteração, sem qualquer problema.
  • Durante o período do frio costumo reduzir o consumo, bebendo o chá mais freqüentemente depois das refeições, geralmente um pequeno cálice.
  • Normalmente, quando estou ingerindo uma maior quantidade diária do chá, sinto menos fome, não sei direito qual é a associação entre a fome e o consumo do Kombucha, mas já ocorreu comigo essa redução no apetite.
  • Durante o período de um ano de consumo diário do chá, emagreci 8 quilos, acredito que perdi uma boa proporção de gordura, sendo que não sou obeso. Esse peso retornou em parte depois que o corpo se acostumou ao consumo do chá. É um ponto a ser observado, e discutimos isso melhor em Qualidades – Kombucha e a obesidade.

Beber Kombucha

Bebendo o chá - copão

Resumo do que tem sido divulgado na Internet:

  • Devemos começar o uso do chá com as seguintes medidas: primeira semana, 100 mls por dia; segunda e terceira semana, 150 mls por dia; quarta semana a oitava semana, 200 mls por dia; após a oitava semana até 3 meses pode ser dobrada a quantidade, podendo alcançar 400 mls por dia (2 copos pequenos de boteco); após o terceiro mês pode ser ingerido qualquer quantidade do chá.
  • Acho que as quantidades citadas acima estão adequadas a maioria das pessoas, funcionou bem comigo, exceto em alguns momentos no início nos quais eu ingeri quantidade maior e tive um dos relatados efeitos indesejados.
  • Uma das coisas que devemos aprender quanto a ingestão diária de Kombucha, é que os efeitos são como o próprio cultivo, são lentos mas eficazes.

Não deixe de ler também: Quem não deve beber? no próprio Blog.

Melhores horários para beber o chá

Não encontrei informações que relacionassem o horário consumido com o grau de benefício proporcionado pela bebida. Não existem restrições de horário para o uso da bebida. Tanto ao amanhecer, como no meio do dia, assim como no entardecer, anoitecer ou mesmo na madrugada.

No entanto, alguns pontos devem ser considerados dependendo do quantidade e da forma como está sendo ingerido o chá:

  • Observou-se em alguns casos, principalmente para quem utiliza a bebida mais ácida, caso comum naqueles que tem por objetivo a redução do peso, a utilização no período da noite poderia causar desconforto em função de suas propriedades diuréticas.
  • A desintoxicação se dá de forma mais adequada quando ingerido em conjunto com água, não necessariamente na mesma hora, mas durante o dia, o que para a maioria das pessoas representaria que o melhor horário para ingerir o chá esteja dentro desse horário no qual seja possível se ingerir água.
  • O uso do chá combinado com alguns alimentos, e principalmente quando se está iniciando o uso diário do Kombucha, nas primeiras semanas, pode ocasionar distúrbios intestinais.

Observei, no entanto, alguns horários que me pareceram oportunos para o uso:

  • Após as refeições principais, funciona como agente digestivo.
  • Utilizado pela manha, em jejum, ajuda na limpeza da flora intestinal e melhora o funcionamento das funções intestinais.
  • Durante a tarde, nos dias de calor, bem gelado, acompanhado de muita água é calmante e excelente para o sistema nervoso.
  • No início do dia, causa a melhora da pele, também em função da regulagem do sistemas gastro-intestinal.
  • Funciona como calmante, o que pode ser útil durante o dia. Da mesma forma pode ser ingerido na hora de deitar como leve indutor do sono – para aqueles que não tem problemas com os efeitos diuréticos.
  • Kombucha é uma bebida para ser ingerida a qualquer hora enfim.

Se você deseja saber mais detalhes sobre os benefícios do Kombucha leia os artigos: Kombucha e a obesidade e Benefícios para a saúde.

Copo de chá

Temperatura adequada para guardar a bebida

Acredito que a temperatura adequada para manter a bebida saudável não deve ser superior a 30 graus centígrados. Penso que quanto mais frio estiver seja melhor para a bebida, no entanto, não leve isso a extremo: relatos diversos na Internet previnem que congelar a bebida pode eliminar alguns de seus componentes e conseqüentemente alterar o sabor do Kombucha assim como sua composição e o efeito final desejado.

Algumas pessoas costumam guardar suas garrafas lacradas na geladeira, outras guardam em suas adegas, outras ainda guardam no armário da cozinha, a temperatura ambiente. Já guardei na geladeira por mais de 3 meses em uma garrafa fechada e não percebi nenhuma alteração significativa no sabor ou aparência. A bebida naturalmente irá perder o açúcar até um determinado limite e depois se manterá por longo tempo com o mesmo sabor.

É comum uma colônia continuar se formando na bebida já pronta, mesmo depois de retirada a colônia mãe, e mesmo quando mantemos a bebida dentro da geladeira num recipiente destampado ou fechado de forma não hermética. Começa a se formar uma camada fina e incolor, na superfície do chá: isso é perfeitamente comum e você nem precisa retirá-la, podendo inclusive bebê-la junto com o chá. Manter o recipiente no qual se guarda a bebida bem fechado vai minimizar senão impedir tal formação.

Utensílios necessários para armazenar a bebida

O formato e o tamanho dos utensílios utilizados para armazenar a bebida de fato tem pouca importância. Devemos ter em mente que o mais importante realmente é o material do qual é feito o recipiente.

Alguns cuidados básicos:

  • Não utilizar nenhum utensílio de ferro, alumínio, ou outro metal semelhante;
  • Devem ser utilizados, preferencialmente, utensílios de vidro, cristal ou plástico (cerâmica ou barro são utilizados também, mas deve-se ter o cuidado de selecionar um material não-reativo, isso é que não possibilite reações principalmente com os ácidos presentes no Kombucha);
  • Pode parecer óbvio, mas não custa lembrar que os recipientes, os utensílios e as mãos devem estar bem limpos.

Podem ser utilizados diversos tipos de recipientes, por exemplo:

  • Potes de vidro, cristal ou plástico diversos, com tampa não metálica;
  • Garrafas de vidro, cristal ou plástico, com tampa não metálica;
  • Garrafas com rolha, como os vinhos;
  • Na verdade, qualquer recipiente que seja feito desses materiais.

Onde devo armazenar a bebida pronta?

A bebida pronta deve ser armazenada em um recipiente de vidro ou plástico.

Armazenando na geladeira para uso diário:

Se você tiver o objetivo de armazenar a bebida somente para uso diário, não há qualquer problema em se deixar na geladeira, em um recipiente não metálico e de preferência que possa ser fechado – evitando assim que o gosto da bebida se altere por influência de outros alimentos. Recomenda-se esse procedimento para uma quantidade que pode ser consumida em até 1 mês depois de pronto – o chá continua a se fermentar, mesmo na geladeira, e após esse período pode apresentar um leve sabor de vinagre, o que não agrada a todos.

Armazenando por um tempo maior:

Quando temos a intenção de armazenar a bebida para uso posterior ou mesmo para o comércio, devemos tomar certos cuidados. A bebida pronta pode ser guardada por vários meses, se forem observados os procedimentos adequados para o estoque.

Os cuidados básicos para armazenar sua bebida pronta são:

  • o recipiente deve estar totalmente limpo, se possível, esterilizado;
  • não deve ser utilizada tampa de metal;
  • deverá ficar guardado em local que não receba luz direta do sol;
  • é importante que o recipiente esteja bem fechado, principalmente se a bebida for armazenada por mais de um mês – recomenda-se lacrar o recipiente nesse caso;
  • encher completamente o recipiente com a bebida, no intuito de retirar a maior quantidade de ar possível do recipiente;
  • após fechado, o recipiente não deve permitir a saída do gás para evitar que o processo de fermentação continue;

Acondicionada da forma certa, já li que a bebida pode ser guardada por até um ano. Locais mais escuros, sem exposição a luz, principalmente a luz direta do sol, são mais adequados. Acredito que a conservação da bebida por períodos de tempo muito longos necessite de uma técnica mais sofisticada, e que pode ser herdada das técnicas de conservação dos vinhos.

Dica:

  • deixar a bebida maturar em garrafa lacrada por pelo menos 5 dias em temperatura ambiente, aumenta a concentração de gás e a bebida tem o seu sabor acentuado. Após esse período pode-se abrir e voltar a lacrar a garrafa para ser armazenada em local refrigerado.

As propriendades finais da bebida

As propriedades da bebida são um resultado da fermentação da colônia em seu meio mais adequado: o chá adocicado. Esse crescimento se dá com alimento e oxigenação suficiente, temperatura adequada e ausência de luz direta do sol.

A bebida, assim como o vinagre resultante da fermentação possuem as mesmas propriedades em níveis diferentes, mas igualmente saudáveis e energéticos.

Abaixo está uma lista de alguns dos ingredientes principais encontrados no chá de Kombucha:

Várias enzimas, ácido acético, ácido carbônico, ácido fólico, ácido glucônico, ácido glucurônico, L(+) láctico, ácido de Usnic, aminoácidos (vários), ácidos hidróxidos (vários), vitamina B1 (tiamina), vitamina B2(riboflavina), vitamina B3 (niacina, niacinamida), vitamina B6 (pyridoxina), vitamina B12 (cobalamina, cyanocobalamina), vitamina C (do ácido láctico).

Outros nomes para “Kombucha”

Kombucha é também conhecido por muitos nomes diferentes: Kombuchia, chá do cogumelo, Cajnyj Kvas, Cha Gu, Heldenpilz, fungo do milagre, fungo mágico, elixir de vida, chá do gout, chá de Kombucha, fungo russo, esponja japonesa, o Tsche divino, vinho mongol, vinho indiano, japonicus fungus, levedura de Pichia, Cembuya Orientalis, Combuchu, Tschambucco, mola de Volga, Mo Gu, cogumelo da longa vida, Teekwass, Kwassan, chá de Kargasok, pseudo lichen, organismo de Kombucha, Olinka, fungo japonês, o fungo do chá, fungo Indo-Japonês do chá, chá Kvas, TeaKwass, chá de Manchurian, scoby, Gerbstoffe, kambucha, chá da saúde, chá da levedura, cura do chá.