Arquivos da categoria: O que é a Colônia de Kombucha?

____________________________________________________

Creme para a pele

A utilização das colônias excedentes para o preparo de cremes para a pele é conhecida e praticada em todo o mundo. Os benefícios do uso desses cremes são reconhecidos por muitas(os) usuárias(os) e referenciados em diversos relatos publicados nos sites sobre Kombucha.

Receita

Você vai precisar de:

  1. 50 gramas da colônia.
  2. 50 gramas de argila verde (lojas de produtos naturais)
  3. 1/2 colher de sopa de azeite de oliva
  4. Um pouco do Kombucha (bebida)

Procedimento:

  • Misture a colônia, a argila e o azeite no liquidificador
  • Adicione Kombucha (bebida) até ficar com textura cremosa
  • Aplique sobre a pele bem limpa (rosto, mãos, pescoço, etc.)
  • A pele ficará tensa no processo de secagem e o melhor agora é permanecer imóvel (não fale, ouça uma música de seu agrado, relaxe)
  • Quando estiver seco lave com água morna até retirar toda a máscara.

Mascara rosto

Algumas dicas importantes:

  • Não aplicar nenhum outro creme por no mínimo 15 minutos para que o Kombucha continue agindo.
  • Pode-se aplicar a pasta nos cabelos lavados e ainda molhados.

Nota-se uma grande diferença após uma semana de uso.

Leia também: [Lavando o seu cão com Kombucha]

Definições e cuidados com a colônia

Bom, é sempre muito interessante ter um ponto de vista diferente sobre nosso tema. A simplicidade de algumas abordagens e a falta de alguns detalhes informativos pode tornar aquilo que deveria fazer bem em algo que faz mal a saúde. Estive pesquisando o termo em inglês Zoogleal Mat para tentar entender melhor a composição da colônia de Kombucha e acabei encontrando um interessante ponto de vista sobre os cuidados quanto ao preparo e manipulação das colônias.

Colônia e copo de Kombucha

Segue abaixo uma pequena parte de um artigo que eu li sobre o kombucha num site sobre chás:

” Kombuchá é outra ‘bebida milagre’ atualmente no mercado.’Kombu’ é um tipo de alga, ‘cha’ é chá em japonês, mas a maioria das pessoas vão dizer que kombucha é um ‘chá de cogumelo’. De fato, algas, chá e cogumelos são completamente alheios a produção do kombucha. Kombuchá é um apelido ocidental para uma bebida feita de uma tisana adocicada e, em seguida, fermentada por um limo de bactérias (bacterial slime), conhecida como zoogleal mat. O zoogleal mat cria uma sólida massa conhecida como “cogumelo”. Muitas têm sido as considreações feitas sobre o kombucha. Na China é chamado de “Elixir da Saúde Imortal”. Alguns dizem que ele ajuda na desintoxicação hepática, na prevenção do câncer, bem como perda de peso, mas nenhuma evidência clínica* apoia estas reivindicações até a presente data. Muitos adéptos da bebida kombucha relatam um sentimento de euforia e bem-estar após o consumo.

(A zoogleal mat pode ser contaminada por microorganismos indesejáveis o qeu pode ser perigoso para a sua saúde. Além disso, a acidez do kombucha pode causar reações com o alumínio, o chumbo, e os vasos de cerâmica. Tenha cuidado ao produzir kombucha em casa e não utilize recipientes reativos). ”

Traduzido de uma Lista de Tisanas de um site sobre chás.

Temos que ter em mente cada vez mais que lidar com uma colônia de bactérias, viva, ativa e exposta a inúmeras condições possivelmente adversas, climáticas, de higiene, do meio envolvente, do armazenamento, dentre outras exige necessariamente um procedimento cauteloso.

Assim, não é nunca demais lembrar que é fundamental:

  • Higiene total, lavando bem as mãos, os recipientes, os utensílios em caso de dúvida auxiliando com álcool.
  • Armazenagem da colônia e da bebida em recipientes e em local que não permitam a entrada de ar contaminado.
  • Local adequado para a fermentação, assim como um pano ou papel toalha amarrado de forma segura com algo diferente daqueles elásticos encontrados no mercado brasileiro, que ao contrário dos utilizados nos EUA e Alemanha, são de qualidade geralmente duvidosa e se rompem (experiência própria e com uma marca considerada boa). Isso evita a entrada de outros microorganismos ou partículas indesejáveis que podem se deslocar até a boca do recipiente através do deslocamento do ar no local.

* documentada oficialmente, creio.

Kombuchá é uma colônia de bactérias

Kombuchá é uma colônia de bactérias e leveduras de aspecto gelatinoso e coloração esbranquiçada. As origens do Kombuchá são incertas, mas existem numerosas evidências de que tenha sido uma bebida conhecida e apreciada em diversos países, épocas e culturas. Também chamado de “O Chá Divino” e “A Medicina da Imortalidade”, o Kombuchá é conhecido há mais de 2.000 anos. O que não se têm dúvidas é de seu delicioso sabor e seus saudáveis efeitos.

Componentes da colônia

Os componentes do Kombucha – é composto principalmente pela espécie Schizosaccharomyces Pombe; outras variedades incluem o saccharomyces Ludwigii, algunss tipos do torula e do apiculatus, os levedos de Pichia e o Mycoderma. As bactérias principais são xylinum de Acetobacteria, bluconicum do gluconobacter e xylinioides do acetobacter; outros incluem o pasteurianum do acetobacter aceti (ketogenum).

Do que é composta a colônia?

A colônia contém uma simbiose de uma espécie de levedura e das bactérias do ácido acético, na maior parte bacterium xylinum. A espécie de levedura presente pode variar, e pode incluir: Brettanomyces bruxellensis, Candida stellata, Schizosaccharomyces pombe, Torulaspora delbrueckii e Zygosaccharomyces bailii. A cultura se parece com uma panqueca grande, e tem sido chamada freqüentemente de cogumelo. (wikipedia)