Arquivos da categoria: A Colônia

Características das colônias, conservação, armazenagem, manipulação.

Kombuchá é uma colônia de bactérias

Kombuchá é uma colônia de bactérias e leveduras de aspecto gelatinoso e coloração esbranquiçada. As origens do Kombuchá são incertas, mas existem numerosas evidências de que tenha sido uma bebida conhecida e apreciada em diversos países, épocas e culturas. Também chamado de “O Chá Divino” e “A Medicina da Imortalidade”, o Kombuchá é conhecido há mais de 2.000 anos. O que não se têm dúvidas é de seu delicioso sabor e seus saudáveis efeitos.

Componentes da colônia

Os componentes do Kombucha – é composto principalmente pela espécie Schizosaccharomyces Pombe; outras variedades incluem o saccharomyces Ludwigii, algunss tipos do torula e do apiculatus, os levedos de Pichia e o Mycoderma. As bactérias principais são xylinum de Acetobacteria, bluconicum do gluconobacter e xylinioides do acetobacter; outros incluem o pasteurianum do acetobacter aceti (ketogenum).

Do que é composta a colônia?

A colônia contém uma simbiose de uma espécie de levedura e das bactérias do ácido acético, na maior parte bacterium xylinum. A espécie de levedura presente pode variar, e pode incluir: Brettanomyces bruxellensis, Candida stellata, Schizosaccharomyces pombe, Torulaspora delbrueckii e Zygosaccharomyces bailii. A cultura se parece com uma panqueca grande, e tem sido chamada freqüentemente de cogumelo. (wikipedia)