Fórum Kombucha Blog do Brasil

Kombucha - debates => Assunto: O preparo do Kombucha => Tópico iniciado por: Campello em 15 de Março de 2009, 19:55:38

Título: Porque não posso usar mel para fazer Kombucha?
Enviado por: Campello em 15 de Março de 2009, 19:55:38
Porque dizem que não é bom fazer Kombucha com mel? Também falam que não é bom usar açúcar mascavo.
Título: Re: Porque não posso usar mel para fazer Kombucha?
Enviado por: Marcus em 15 de Março de 2009, 22:43:12
Olá Campello, que bom tê-lo online!

Bem, para iniciar o raciocínio segue uma breve descrição das propriedades do mel. Através desses compostos poderemos vislumbrar qual poderia ser o motivo da convivência difícil entre esses dois produtos naturais, benéficos, mas que, no entanto, podem ter características quase opostas.

"Além de ser utilizado como adoçante, o mel sempre foi reconhecido devido às suas propriedades terapêuticas. De um modo geral, o mel é constituído, na sua maior parte (cerca de 75%), por hidratos de carbono, nomeadamente por açúcares simples (glicose e frutose). O mel é também composto por água (cerca de 20%), por minerais (cálcio, cobre, ferro, magnésio, fósforo, potássio, entre outros), por cerca de metade dos aminoácidos existentes, por ácidos orgânicos (ácido acético, ácido cítrico, entre outros) e por vitaminas do complexo B, por vitamina C, D e E. O mel possui ainda um teor considerável de antioxidantes (flavonóides e fenólicos).
[...] O mel é também usado externamente devido às suas propriedades antimicrobianas e anti-sépticas. Assim, o mel ajuda a cicatrizar e a prevenir infecções em feridas ou queimaduras superficiais. O mel é também utilizado largamente na cosmética (cremes, máscaras de limpeza facial, tônicos, etc.) devido às suas qualidades adstringentes e suavizantes."

Esse texto foi retirado da Wikipédia em português, verbete Mel [link para o artigo (http://pt.wikipedia.org/wiki/Mel)]


Bem, com base nessas informações podemos perceber que o Mel mais se assemelha a um antibiótico em função de suas propriedades antimicrobianas. O Kombucha é sabidamente um probiótico. Não sei se essa relação é boa para a colônia, não sei se o resultado final pode ser determinado por esse fator, mas é um dado muito interessante e poderia ser pesquisado.

O Mel é composto (75%) por açúcar em sua forma mais pura, e é desse açúcar que o Kombucha se alimenta em alguns casos nos quais é utilizado na fermentação. Existem muitos relatos na Internet de pessoas que utilizam o mel para produzir Kombucha.

Outro ponto que algumas pessoas levam em consideração é a presença de metais na composição do mel. Também não sei se isso seria um fator determinante, somente alguns testes muito específicos, acredito, poderiam trazer alguma resposta.

Enfim, não é fácil determinar se é bom o uso do mel como alimento para a colônia ou para a fermentação do Kombucha. O que se percebe é que a colônia se desenvolve menos. No futuro pretendo realizar alguns testes fermentando o chá adoçado com mel, estévia, mascavo, etc. Se os fizer, volto aqui para publicar os resultados.
Título: Re: Porque não posso usar mel para fazer Kombucha?
Enviado por: Pedro em 8 de Maio de 2009, 22:15:46
Vejam outro ponto de vista, do porque não se deve fazer uso de mel, no preparo do Kombucha.
Referencia:  FAQ em Espanhol  (http://www.elguero.com.mx/kombucha/secciona.htm#miel) do site elguero.com.mx

Pergunta 2.4 da FAQ com a explicação dada.
"Pode ser utilizado mel para elaborar Kombucha?
Não se recomenda utilizar mel na elaboração de Kombucha devido a suas propriedades antibióticas/anti-sépticas. O mel contem H2O2 (peróxido de hidrogênio). É ruim para o cultivo de Kombucha porque pode matar as bactérias e a levedura.
O H2O2 é utilizado como desinfetante.
Outra razão para não utilizar mel, é porque o mel produz seu próprio tipo de fermentação que afetará o processo de fermentação do cultivo de Kombucha, e os resultados serão alterados. É melhor utilizar açúcar branco porque o cultivo de Kombucha o prefere e o resultado será uma melhor fermentação."
 
Título: Re:Porque não posso usar mel para fazer Kombucha?
Enviado por: juliusfortes em 21 de Fevereiro de 2016, 19:53:19
Não seria melhor usar açucar orgânico ?
Título: Re:Porque não posso usar mel para fazer Kombucha?
Enviado por: Karla Rocha em 24 de Fevereiro de 2016, 00:41:19
Eu conheço duas pessoas que usam mel no Kombucha e não mataram ele...
Título: Re:Porque não posso usar mel para fazer Kombucha?
Enviado por: Marcus em 24 de Fevereiro de 2016, 11:57:38
Nesses casos, é sempre pessoal. Cada um acredite, por favor, no que achar melhor. Os testes com mel, mascavo, açúcares diversos e com o açúcar refinado foram feitos e os resultados estão expostos em nossas discussões no fórum. Francamente, não vejo necessidade de prolongar esse assunto. A conclusão que chegamos é: o que a colônia gosta mais como alimento, o que a mantém mais forte e com aspecto mais vigoroso é o pior açúcar para algumas pessoas, isso é, o açúcar refinado. É uma opinião baseada em testes. Fiz os testes. Faça-os também!

Já vi algumas pessoas que são macrobióticas 'radicais', que tem a aparência de doente, pálidas e frágeis, sempre com desculpas para não fazer esportes, não bebem, não fumam e acreditam cegamente que os alimentos que consomem são mais saudáveis do que os 'não-macrô' comem. Alegam que o aspecto saudável de alguns 'não-macrô' de fato é gordura, doença e que está se preparando para uma morte mais rápida. É um ponto de vista. Se você prefere a sua colônia com aspecto de 'macrobiótico radical', use os produtos indicados pelas suas práticas.

De fato você pode utilizar o que quiser.

Quem vai comer a substância para sua nutrição é a colônia. Você vai utilizar o produto final, sem a substância que foi utilizada para nutrição da colônia. É bom saber também que, normalmente, você não vai comer a colônia e sim beber o líquido que é o resultado final da transformação do chá, da 'digestão' da colônia. Não deve haver muito mel ou açúcares na bebida final, senão o que você produziu não é mais que chá adoçado, que é bom para a sua saúde mas não é Kombucha. Ok?

(aliás, não entendo absolutamente o medo do açúcar refinado...)