Kombucha como remédio para emagrecer

Uma pergunta muito comum é sobre os efeitos do uso do Kombucha para o combate a obesidade ou como forma de perder alguns quilos indesejáveis.

O que eu tenho observado na prática é que, embora não seja caracterizada como um remédio para emagrecer, a bebida leva muitas vezes a esse fim. Já li muitos relatos de pessoas que realmente reduziram significativamente o excesso de gordura corporal. Também já observei o efeito no meu próprio corpo, assim como ouvi relatos de amigos que utilizam o chá diariamente.

Alguns pontos, acredito, são importantes:

Bebida saudável

  • Pessoas muito magras ou que não tenham a intenção de emagrecer com o uso diário da bebida, devem prestar atenção ao efeito não desejável da redução do apetite. Se tal sintoma se tornar muito significativo, deve-se parar o consumo por algumas semanas, ou mesmo diminuir o uso durante o dia, consumindo preferencialmente depois da última refeição.
  • A eliminação das gorduras se realiza pela regulagem do organismo, lenta e gradualmente, e não como uma reação a supressão do apetite – característica mais comum nos tratamentos com medicamentos alopáticos. Assim, de fato, esse processo é lento, mas seguramente mais confiável e saudável do que o uso de anfetaminas.
  • A redução observada em muitos casos é de cerca de 10% do peso corporal total num período médio de 6 meses de uso diário. Foi o que ocorreu comigo apesar de não ter tomado o chá com o objetivo de emagrecer – passei de 80 para 72 quilos (com mais de 1 e 80 de altura), o que não era desejado, embora sem perceber qualquer alteração na massa muscular.
  • Li relatos de reduções muito maiores no peso geral, mas acredito que não se deve ansiar por resultados milagrosos – o importante é a redução dos níveis de gorduras e toxinas de forma natural e responsável. Mesmo porque uma expectativa ansiosa por resultados poderia prejudicar especificamente o processo de emagrecimento, que se dá de forma gradual.
  • Li relatos de pessoas que utilizam o chá em sua forma mais ácida, até mesmo quando ele se torna um vinagre, acreditando assim que aumentaria o poder emagracedor do Kombucha. Isso é desnecessário. Pode ser prejudicial para a flora intestinal o uso diário do vinagre principalmente porque algumas pessoas imaginam como vantajosa a administração do mesmo em quantidades grandes e como substituto do desjejum. Não sei se é uma boa idéia tomar vinagre em jejum. Não é o nível de acidez do chá que determina a sua eficácia e sim a qualidade do produto e a freqüência do seu uso.
  • É bom lembrar também que o chá quando muito doce – por ter sido retirado antes do tempo de fermentação adequado – pode ser uma fonte de açúcar não desejável. Deve-se buscar um nível ideal de acidez. [Leia sobre isso: Qual é a acidez ideal para a bebida?]
  • Se você tem “compulsão por geladeira” pode ser uma boa idéia tomar um pequeno gole de kombucha toda vez que isso ocorrer. Sem substituir as refeições importantes do dia, e sem exagerar na dose de kombucha – o que pode te levar ao banheiro mais vezes do que o desejado.

Leia também o artigo Kombucha é remédio para tudo?

16 comentários sobre “Kombucha como remédio para emagrecer

  1. Oi,Marcus! tudo bem?
    Quero te agradecer pelo kombuchá, o gosto é muito bom e suave
    realmente lembra Champagne, além de ser um excelente remédio
    para a saude. Eu não posso saboreá-lo muito pois já sou bem magra
    então eu tomo só um pouquinho todos os dias,em pequenas doses igual eu o tomo,eu observei que ele funciona como estimulante me deixa c/ mais energia e tira excesso de sono,mas quando tomo uma dose elevada
    ele tira o meu apetite e baixa a minha pressão, ele é um saboroso remédio!
    Muito obrigada, um abração para você!

  2. Sou magro, vegetariano, tenho 67 anos, há 28 anos não uso medicamentos e ainda jogo capoeira. Tomo Kombuchá há 4 anos. Estou tomando quase 1,5 l por dia, para compensar a deficiência de vitamina B12, que estava em 89, ou seja, quase a metade do mínimo de referência. Logo que aumentei a dose, há 5 dias, minhas dores musculares começaram a desaparecer. Hoje já não sinto mais dores musculares.
    Moro no Rio de Janeiro e tenho colônias para doar.

  3. ganhei uma colonia de kombucha de uma amiga da estonia,ja estou com ela a mais de 4 meses,ela tem se reproduzido muito rapido,como sou leigo no assunto gostaria de conhecer bem mais,conto com vcs.

  4. Sou usuária do Kombuchá há 11 anos. Tenho muitos depoimentos importantes de cura. Mais ainda não publiquei nem um. O kombuchá é meu médico e minha farmácia dentro de casa.

    Edina Martins de Oliveira de Colíder-MT.

  5. A pouco mais de 15 dias, ganhei uma colônia de Kombucha , gostei muito do sabor.Não conhecia e sequer tinha tomado a bebida, Tenho lido sobre o chá e a reprodução da colônia. Quero agradecer aos depoimentos e informações, pois irão me ajudar a cuidar da colônia e a criar novos sabores. Vou tentar compartilhar minhas descobertas, no momento estou realizando a primeira fermentação, pela segunda vez. Abraços!

  6. VIVO EM PORTUGAL E NAO SEI COMO E ONDE COMPRAR UMA COLONIA DE KOMBUCHA,,,,,,,,,,,,,ALGUEM ME PODE AJUDAR………MIQUELINA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>