O preparo da bebida no calor

No calor a colônia se reproduz mais rapidamente e mais intensamente. A temperatura elevada faz com que a colônia aumente a sua capacidade de fermentação. Todo o processo se torna mais rápido e eficiente.

Uma característica que podemos observar muito claramente é que a colônia reage sempre as temperaturas às quais é exposta: quanto mais quente maior é a sua atividade e quanto mais frio, menor. Por isso acondicionamos em refrigeradores as nossas colônias que não estão trabalhando. Sua atividade se reduz a um ponto mínimo sem, no entanto, matar a colônia. Podem ser guardadas por meses se devidamente acondicionadas em vidros bem lacrados [leia mais].

Sobre o preparo: No calor tropical de algumas regiões do Brasil, o chá já estará pronto em alguns poucos dias – acredito que, no mínimo são necessários 4 dias mesmo em temperaturas mais elevadas, próximas dos 35 graus centígrados. Algumas pessoas conhecidas relataram a necessidade de períodos entre 5 e 7 dias para a adequada fermentação da bebida a temperaturas que variavam entre 23 e 30 graus centígrados. No frio , com temperaturas variando entre 10 e 22 graus centígrados, esse período de preparo pode ser estendido por até 12 dias. Em temperaturas mais baixas é recomendável o uso de aparelhos específicos para aquecimento da colônia ou a utilização de períodos de tempo maior, o que é utilizado e recomendável em lugares com clima frio.

Portanto, no calor, deixaremos fermentar a bebida por um período mínimo de 4 dias para temperaturas extremamente quentes; e entre 5 e 8 dias para períodos com temperaturas médias, entre 20 e 30 graus centígrados.

Copos

4 comentários sobre “O preparo da bebida no calor

  1. Olá!!!
    Cultivo kombucha há algum tempo, mas as últimas vezes não fermentou quase nada, mesmo deixando mais tempo. Gostaria de saber se ocorre algum enfraquecimento da cultura depois de um tempo de utilização, ou se deixarmos na geladeira para depois utilizarmos novamente?

    Desde já agraceço!!

    Tatiana Lirk

  2. Oi, Tatiana!
    Linda, eu cultivo o Kombucha, já há algum tempo. Morava em São Paulo quando comecei. Era inverno e o primeiro cultivo, levou cerca de 20 dias para ficar pronto. Quando me mudei para o Norte (Amapá) a fermentação ficava pronta em 7 dias – o calor é muito intenso e isso ajudava muito o processo de fermentação do Kombucha. Como eu era a única consumidora de minha produção e, fazia a fermentação em 2 vidros de 3 litros (cerca de 5 litros de chá no final), passei a usar sempre a semente nova e descartava a antiga. Anunciei em tudo que é lugar pra fazer a doação, mas as pessoas tinham nojo da minhas “panquecas” de Kombucha, então eu sempre descartava as antigas e usava as novas, ou as vezes usava as duas últimas.

  3. Tatiana,
    verifique a quantidade de açúcar. Use sempre a quantidade sugerida no site.
    No Kombucha eu sempre faço uma troca de açúcar branco e mascavo.

Os comentários estão encerrados.