Nota do Administrador

Olá para todos!

Duas taças em brinde

Envie uma mensagem para o Administrador do Kombucha Blog do Brasil

Várias razões me levaram a escrever o Kombucha Blog e posso citar duas, dentre elas, as mais importantes:

Primeira razão - No final do verão de 2006 ganhei uma colônia de Kombucha. Precisava conhecer mais sobre o assunto, sobre as formas de preparo e quantidade dos ingredientes, sobre a conservação, sobre o uso e então fiz uma pesquisa na Internet. O que encontrei foi: muita indicação de literatura especializada e de boa qualidade, a maior parte produzida na Alemanha; e muita informação técnica de primeira qualidade, retirada justamente dessas fontes escritas. Mas somente em 5 % dos sites pesquisados essas informações estão completas ou tem uma boa tradução. Isso equivale a dizer que: quase a todos os sites presentes atualmente na Internet sobre o Kombucha são uma cópia impessoal do conteúdo desses 5 % ou uma cópia direta do Kombucha Journal “Jornal do Kombucha”, site originalmente em alemão, que mantêm algumas páginas traduzidas para o português. Há muito material interessante sobre o assunto em livros, muitas vezes utilizado em nosso Blog, e alguns relatos de usuários traduzidos de diversos sites. Notei na maioria dos sites que eu vi (em inglês, português e espanhol pelo menos) um conteúdo pouco pessoal, digo, sem a narrativa das experiências com o Kombucha descritas pelos próprios usuários, nem mesmo artigos ou comentários escritos pelos próprios leitores do site. O que se vê normalmente são informações, sobre pessoas que utilizaram a bebida, descritas pelo autor do site, o que a meu ver acaba por retirar a possibilidade da informação ser comentada ou acrescida de mais dados. Por essa razão propus-me a escrever um site dinâmico no qual as pessoas pudessem comentar e incluir relatos pessoais da sua relação com o Kombucha, além de receitas, dicas de preparo e armazenagem. E ser também uma referência para informações em português sobre Kombucha. O site foi criado no Brasil e, portanto seu conteúdo descreve com maior frequência o preparo, armazenamento, utensílios e práticas desse país. Mas o Brasil é imenso e diverso em climas e costumes assim como o mundo português, formado por muitos países, com climas e costumes próprios. Por isso utilizei esse modelo que permite que as pessoas publiquem seus próprios artigos, independente do lugar onde vivem.

Segunda razão – Sabendo que uma colônia de Kombucha é viva, e frágil como tudo que é vivo, e ela pode morrer. Se elas forem armazenadas de forma inadequada, podem não ter energia suficiente para se reproduzir adequadamente, alterando a intensidade da fermentação e consequentemente o sabor da bebida. De outra forma, esquecer de algum detalhe no processo do preparo pode danificar a bebida, ou mesmo a colônia. Também pode se perder a colônia em algum acidente doméstico. Como adquirir outra? E é por esse motivo que o blog se propõe a viabilizar o contato entre pessoas em localidades geográficas próximas e que pudessem se corresponder e trocar informações e experiências sobre o clima da região e as melhores práticas de cultivo e armazenagem. Além de trocar a bebida e disponibilizar colônias para os amigos e interessados.

Marcus Vinicius
E-mail do administrador

Aqui publico uma de minhas maiores paixões -> Diana Krall

Sem comentários…