Arquivo da tag: não beber

Colônias que não deram certo

Algumas vezes fazemos o chá e as colônias simplesmente não funcionam.

Recentemente, em agosto de 2011, realizei uma tentativa de recuperação de algumas colônias guardadas a mais de um ano e meio na geladeira. Durante os últimos 6 meses não receberam novos alimentos, isso é, não foi adicionado chá doce ao local em que estavam armazenadas.

Após o período de quase 600 dias, as colônias apresentavam um aspecto mais escuro. Algumas estavam bem grossas e ainda algumas poucas permaneciam com a cor clara. Todas sem excessão apresentavam aspecto saudável, apesar de que, aparentemente, não estavam produzindo gases o que concluí em função da tampa não estar nem mesmo estufada, como normalmente ficava.

Fiz o chá bem doce e coloquei as melhores colônias dentro no intuito de conseguir um filhote. Imaginei que pelo menos uma colônia das três que tentei produzir fosse se tornar mais forte e se reproduzir. Coloquei nos vidros tampados, como de costume, seguindo a receita clássica, mas os resultados não foram exatamente os esperados.

Os resultados, após cerca de 20 dias de fermentação foram:

  1. As colônias ficaram com forte aroma de vinagre, o que já era esparado;
  2. Uma das colônias não reproduziu, não gerou nada, aparentemente estava morta;
  3. Duas colônias produziram mofo ou algo semelhante;

Algumas imagens podem demonstrar melhor o que estou dizendo:

Os três recipientes utilizados, logo após a retirada

Repare na superfície, não há formação de colônias

Nesses dois casos podemos observar a formações de microorganismos

Mais uma imgem dos recipientes ainda tampados

Nessa foto acima podemos observar que não há formação de colônia

A colônia foi contaminada, de alguma forma, não sei bem o porque

Mesmo por fora do vidro podemos observar que o resultado não é o esperado

A dica que fica a partir dessa experiência é que devemos tomar muito cuidado ao observar as colônias após o período de fermentação.  De certa forma fica comprovado o fato de que uma colônias deixada por muito tempo na geladeira pode se enfraquecer, não reproduzir ou mesmo fica mais suscetível a contaminação.

Quem não deve beber?

Quem não deve beber Kombucha?

É realmente complexa tal resposta e talvez ainda não respondida satisfatoriamente. No entanto, algumas informações simples e importantes podem apontar contra-indicações para aquelas pessoas que precisam cuidados especiais quanto a sua saúde, e portanto possivelmente não se beneficiariam das qualidades do Kombucha.

Quem pode beber Kombucha?

A maior parte das pessoas podem beber Kombucha sem qualquer problema conhecido, e com benefícios maravilhosos. Assim, é mais fácil tentar definir quem não deve beber ou quem deve ter cuidado ao beber.

Você deve evitar beber o Kombucha?

Estão aqui alguns grupos de pessoas que eu acredito devem considerar com sabedoria e consultar previamente um médico antes de ingerir o Kombucha:

Aqueles com um mal funcionamento do fígado – o Kombucha é um dos melhores desintoxicantes para o corpo. Ele eliminará as toxinas de seu corpo através de seu fígado. Se seu fígado não está funcionando corretamente então pode ser aconselhável beber Kombucha com cautela, nesses casos é aconselhável beber também maior quantidade de água por dia.

Menores de 6 anos – Uma criança possui um organismo novo, crescendo, e pode não suportar a mesma concentração de suplementos e de gêneros alimentícios que um adulto. Kombucha é uma bebida refrescante e saborosa, principalmente se estiver mais doce, menos fermentada. Deve se tomar cuidado entretanto com a dosagem que é dada a criança para evitar distúrbios intestinais. Até 1 ano de idade recomenda-se diluir o Kombucha em água entes de dar, e utilizar uma quantidade inferior a 50 ml por dia.

Mães grávidas e amamentando – acredito que possam consumir Kombucha normalmente, mas por via das dúvidas, não devem consumir Kombucha de forma excessiva, apesar de não ter encontrado nenhum relato conclusivo sobre o assunto. Não encontrei fontes de informação que eu considerasse suficientemente coerentes sobre o consumo no período de amamentação. Algumas poucas fontes que falam da restrição ao uso relacionando o consumo excessivo de nutrientes para a criança em formação – o que a meu ver pode não ter sentido. Acredito que qualquer quantidade excessiva de nutrientes que se consuma seja eliminada, no entanto diversas substâncias passam para o leite materno a exemplo de alguns remédios que por isso são contra-indicados durante os períodos de gestação e amamentação. Não encontrei fontes que relatassem que o Kombucha possui alguma substância que pode ser prejudicial à criança em amamentação.

Crianças acima dos 6 anos – você pode considerar diluir o Kombucha antes de dá-lo a uma criança. Pode ser diluído com água, chá congelado ou com um suco de fruta apropriado tal como a uva. Apesar de que o uso da bebida em seu estado natural não tenha nenhuma contra-indicação explícita em nenhuma fonte pesquisada.

Alcoólatras em recuperação – muitos alcoólatras acham útil beber Kombucha durante seu período da recuperação, o que a meu ver é bastante coerente, porque a sensação de bem estar geral e as qualidades desintoxicantes são desejadas. No entanto, deve-se ter sempre em mente que Kombucha contém uma quantidade pequena de álcool, normalmente menos do que 1% por volume. Alguns alcoólicos em recuperação podem estar sensíveis ao ponto de conseguir “sentir” o álcool presente nessa fermentação o que poderia desencadear o uso de outra bebida com o teor de álcool maior. Portanto é pessoal a relação com o Kombucha durante tal tratamento.

Diabéticos – eu tive testemunhos pessoais de diabéticos que tiveram resultados maravilhosos ao beber Kombucha. Eu diria apenas para ter cuidado. A maioria do açúcar é convertido em outros componentes durante o processo de fermentação, no entanto, alguns cristais de açúcar podem estar presentes no chá pronto. Tenha isto em mente ao preparar sua dieta.

Se você não estiver certo sobre o uso do Kombucha consulte seu médico primeiramente.

Mas considere o seguinte: provavelmente seu médico nunca ouviu falar sobre o Kombucha e seria interessante você levar alguns dados para ele como a sua composição e algumas de suas principais características.

Bebendo o chá 2